Roteiro em Chicago: o que fazer de 1 a 4 dias de viagem

Tá sem ideia do que fazer em Chicago? Não sabe por onde começar a montar o seu roteiro? Então, veio ao lugar certo.

Essa cidade é incrível e tem muitas coisas que podem ser aproveitadas ao ar livre, ideal para todos os perfis de viajantes e para todos os bolsos.

Montei este roteiro com base na minha experiência por lá e espero poder ajudar e inspirar na sua programação de visita à “Cidade do Vento”.

Quantos dias ficar?

Se você me segue no Instagram já sabe que eu sou apaixonada por Chicago e nesse sentido, todo tempo por lá é pouco. Coração à parte, considerando que estamos falando da 3ª maior cidade dos Estados Unidos, o ideal é reservar no mínimo 4 dias.

Contudo, somos turistas muito dedicados e damos um jeitinho de conhecer um novo canto desse mundão nem que seja em uma conexão, o que no caso de Chicago é muito tranquilo já que muitas das atrações estão no centro da cidade e você consegue visitar tudo a pé

 Antes de falarmos do roteiro, é muito importante considerar essa dica! Se atente em casar a sua data com o clima que mais te interessar (Primavera, Verão, Outono e Inverno), pois nos Estados Unidos as estações são bem definidas e as cidades mais ao Norte do país (Chicago é uma delas) são bem frias no outono e no inverno. Além do frio rigoroso e da neve intensa, você contará com muito vento e é por isso que a cidade é chamada popularmente de “Cidade do Vento”.

Sendo assim, a época escolhida para conhecer Chicago, influenciará em vários aspectos do seu planejamento, tais como: roupas que você deve levar na mala, quantos dias serão necessários, quais pontos poderão ser visitados, meio de transporte e a localização do seu hotel.

DIA 1 – Willis Tower, o Millennium Park, Teatro de Chicago e a Fonte do Buckingham

O famoso feijão gigante espelhado (The Bean) fica no Millennium Park.

Se o seu tempo está curto, tendo apenas 1 dia na cidade, recomendo focar nos pontos turísticos que estão no centro da cidade e que são os mais populares, além de serem muito próximos.

  • Millennium Park: este parque é bem grande e com bastante atrações. Nele é possível encontrar a Cloud Gate, também é chamada de The Bean, que significa “o feijão” em inglês. Outra atração é a Crown Fountain, essa fonte é composta por uma piscina de granito refletora rasa e dois grandes painéis de vidro, que reproduzem vídeos dos rostos de cidadãos de Chicago. Lurie Garden é um jardim de mais de 10 mil metros quadrados, que possui um design sustentável e está localizado na área sul do Millennium Park. Jay Pritzker Pavilion é uma concha acústica, onde ao longo do ano recebe shows musicais de jazz, blues e outros ritmos, além de apresentações cênicas. Os visitantes podem sentar-se na grama, ao ar livre, e desfrutar dos eventos oferecidos. McCormick Tribune Plaza & Ice Rink é uma das atrações queridinhas do inverno, pois de novembro a março, a praça funciona como pista de patinação no gelo ao ar livre, com entrada gratuita, sendo cobrado somente o aluguel dos patins.
  • Fonte do Buckingham: Uma das maiores fontes do mundo e um ícone de Chicago, também está localizada no Millennium Park, porém é importante se atentar ao seu funcionamento, pois ela só fica ligada entre os meses de abril e meados de outubro, das 10:00 às 23:00.
  • Art Institute of Chicago: quando estive em Chicago este museu não entrou no meu roteiro, porém considerando sua proximidade às demais atrações citadas, esta é uma ótima opção para os amantes de arte.
  • Willis Tower: esse observatório vale a pena ser visitado em qualquer hora. Se optar por ir durante o dia, obterá uma vista linda e clara da cidade. Porém, se optar pelo entardecer, além de ser agraciado por uma vista privilegiada do pôr do sol, também contará com o vislumbre de Chicago iluminada. IMPORTANTE! Vá sem pressa para aproveitar com calma o passeio, pois esta atração pode levar boa parte do seu tempo.
  • Teatro de Chicago: Esta atração oferece aos seus visitantes a oportunidade de conhecer os bastidores desta casa e um pouco mais sobre a sua história. Caso você não se interesse por visitar os bastidores ou assistir à um espetáculo, o que eu não recomendo já que trata-se de um lugar belíssimo, não deixe de conferir sua fachada e garantir sua foto “instagramável” com o letreiro do teatro ao fundo.
Skydeck Chicago, localizado no Willis Tower

DIA 2 – Tilt, Navy Pier e Giordano’s

Uma das belas vistas do edifício 360° Chicago

Se você tem mais um dia na cidade, uma atração muito legal que não pode ficar de fora do seu roteiro é o Tilt, o famoso observatório localizado no 94° andar do edifício 360° Chicago. Seu diferencial está na experiência incrível de curtir a vista de uma janela, que se inclina para baixo e permite ver a cidade praticamente inteira, literalmente de cima. É uma loucura! Não sei descrever a sensação, mas você literalmente é inclinado para fora do prédio. IMPORTANTE! Caso você já tenha curtido o Skydeck, a dica é aproveitar o Tilt em um período oposto, assim você terá a experiência de curtir um observatório durante o dia e outro a noite.

Outro ponto a ser explorado é o Navy Pier. Essa região é muito bonita e um dos pontos mais legais é a roda gigante, porém o mais incrível é caminhar sem rumo e conhecer todos os seus detalhes, apreciando a vista, curtindo os restaurantes ou até dando um passeio de bike. IMPORTANTE! Se você estiver em Chicago durante o verão, fique de olho no site do Navy Pier para saber os dias e horários das famosas queimas de fogos.

Para fechar o seu dia, a melhor pedida para o seu jantar é sem nenhuma dúvida Giordano’s pizza.  A melhor Stuffed Pizza da minha vida! Esta iguaria típica de Chicago, é uma mistura de torta e pizza caprichada, com muito queijo e recheios variados. Existem alguns restaurantes especializados em Stuffed Pizza, mas na minha opinião a melhor e mais tradicional é do Giordano’s.

A deliciosa Stuffed Pizza do Giordano’s pizza

DIA 3 – Field Museum, Shedd Aquarium e Passeio de barco

Uma das incríveis alas do Field Museum

Chicago oferece muitas opções de museus e na minha opinião, você não pode deixar de conhecer o Field Museum. Ele também é conhecido como museu de História Natural e suas exposições contam a história da humanidade em todas as épocas, desde a era dos dinossauros. ATENÇÃO! Este passeio tomará bastante do seu tempo e exigirá longas caminhadas, por isso, não esqueça de vestir um calçado bem confortável e de preferência tênis.

A belíssima fachada do Shedd Aquarium

Logo ao lado do Field, está localizado o Shedd Aquarium. Trata-se de um aquário enorme e muito lindo, que conta com diversas espécies do mundo todo. Sem dúvida, o ponto alto da visita ao aquário é o espetáculo “One World” que exibe golfinhos, pinguins e leões marinhos. A apresentação acontece em um ginásio com vista panorâmica de todo o rio Michigan e exibe a inteligência destes animais aquáticos em ação. ATENÇÃO! Se você curti ficar bem pertinho, a dica é levar capa de chuva, pois durante a apresentação as primeiras fileiras tendem à ficar molhadas devido a apresentação dos animais.

Delicioso passeio de barco pelo Lago Michigan e seus canais

Ao fim do dia, certamente você estará cansado de tanto caminhar. Mas não desanime! Uma ótima opção para encerrar o quarto dia, é o passeio de barco pelo Lago Michigan e seus canais. Durante o percurso, além de poder observar a cidade por uma perspectiva diferente, você poderá contar com um guia que explicará a história da cidade, de alguns pontos turísticos e dos principais prédios de Chicago. A dica aqui, é aproveitar o entardecer para curtir o pôr do sol a bordo do barco e encerrar o seu dia com chave de ouro.

DIA 4 – Zoológico, Riverwalk e compras

Honeycomb é uma estrutura linda, que remete à uma colmeia no Peoples Gas Education Pavilion do Lincoln Park Zoo

O Lincoln Park Zoo é um zoológico fantástico, que conta com diversas espécies de animais e é uma excelente opção para quem está com crianças ou para quem quer dar uma desacelerada no roteiro. O passeio vale muito a pena e o melhor é que a entrada é gratuita, sendo necessário pagar apenas o estacionamento é pago.

Uma das belas vistas do calçadão Chicago Riverwalk, com o icônico Trump Tower ao fundo.

Uma das principais atrações do Chicago River é o seu extenso calçadão Chicago Riverwalk. Ele dispõe de um ótimo espaço com cadeiras confortáveis para os visitantes tomarem sol e apreciarem a belíssima vista das águas em tom esverdeado do rio. Há também jardins adoráveis e obras arquitetônicas de tirar o fôlego, que valem a pena o passeio. E para fazer uma deliciosa refeição com uma paisagem maravilhosa, não deixe de conhecer os restaurantes e cafeterias no Chicago Riverwalk, ótimos para todos os gostos.

O Chicago River e seus arredores recebem diversos visitantes anualmente, já que em cada época do ano traz um ambiente diferente. No inverno, suas águas congeladas são um bom cenário para fotografias inesquecíveis. Já no verão, é bastante comum encontrar pessoas em trajes de banho tomando sol às margens do rio, andando de bicicleta ou aproveitando os passeios de barco disponíveis. À noite, suas águas esverdeadas refletem as luzes que se acendem ao redor e tornam a região ainda mais cativante.

Um dos prédios mais “instagramáveis” de Chicago, é o belíssimo The Wrigley Building

Por fim, compras! Walmart, Ulta, TJ Maxx, Target, Ross, Marshalls e Burlington sempre são ótimas opções e não podem ficar de fora do seu roteiro. Mas se você é do time das Outlets, Chicago conta com 3 ótimos complexos: Fashion Outlets, o Gurnee Mills e o Chicago Premium Outlets.

Monte seu roteiro

Agora que já te contei sobre o meu roteiro, é chegada a hora de planejar o seu! A sugestão acima não precisa ser seguida a regra, mas pode ser usada como um guia para os passeios imperdíveis para fazer em Chicago.

A intenção aqui é te ajudar a economizar tempo e te proporcionar uma ótima experiência, aproveitando ao máximo os melhores pontos turísticos.  A partir de 2 dias na cidade, você também pode economizar dinheiro utilizando o CityPASS nos seus passeios. Por isso, confira se o Chicago City Pass vale a pena para sua viagem.

Por fim, eu recomendo fazer um roteiro de quatro dias, mas isso também varia de acordo com o tempo que você tem disponível. Todavia, se você ainda está na dúvida de como montar o seu roteiro ou não tem tempo e disposição para isso, entre em contato conosco e solicite seu orçamento sem compromisso.

Tenho certeza que você irá amar, uma viagem para Chicago é sempre inesquecível!

Um grande beijo e partiu mundão!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

quinze − 11 =